Hora Certa

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Relato do cotidiano em “Antes do Café”


Foto: Wagner Meneguzzi

O cotidiano do dia a dia é narrado de forma profunda por uma dona de casa, enquanto toma café. Frustrações, medos, inseguranças são alguns dos sentimentos que dominam o coração dessa mulher interpretada pela atriz Mônica Blume, do Grupo Teatral “Orelhas de Abano”. O monólogo “Antes do Café”, de Eugene O´Neill, além da qualidade de linguagem e da dimensão poética, reserva algumas surpresas para o espectador. Adptado e dirigido pelo teatrólogo Moarcir Corrêa, a peça será apresentada nesta sexta-feira e sábado, dias 5 e 6, no Auditório do Sesc. Ingressos pelo fone 3452 6103.
Sinopse

A Peça relata o conturbado relacionamento do casal na ótica da esposa. Por terem que se casar em conseqüência de uma gravidez acidental, o casal vive um relacionamento infeliz.
Maria de Fátima, uma simples costureira vinda de uma família pobre, vive culpando o marido Alfredo, um escritor falido, pela situação em que o casal se encontra. Ele é um alcoólatra desempregado que vindo de uma família rica, teve que abrir mão de uma vida abastada para viver com aquela mulher e aliviar a sua culpa pela gravidez inconseqüente.Maria de Fátima reclama pelo fato de ter que sustentar a casa tendo que se submeter a um trabalho que lhe está causando problemas de saúde. As noites boêmias e as traições do marido são as desculpas obvias para que aconteçam as brigas. O orgulho é o motivo para que ela não se divorcie e acabe com aquela situação.

Serviço:
Quando: 5 e 6 de junho
Onde: Auditório do Sesc
Horário: 20h
Ingressos: (54) 3452 6103

Um comentário:

Beta disse...

Oi
Veja bem "Antes do café" eh verídico. Todos os humanos principalmente nós mulheres, temos o costume de para um minutinho pra um cafezinho e "desabafar" nossaa vida com amigos, confidentes e conecidos, ou até mesmo com o nosso maior e melhor Amigo Deus. Uma certa reflexão do nosso dia a dia. Inspiração e acontecimentos que viram peça teatral, como forma de divertir e "ajudar" o ser humano a rever suas atitudes e resolver muitos de seus problemas.
Bjaun