Hora Certa

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Artistas e comunidade voltados para a Casa das Artes

Rozane Dalsasso - coordenadora do MINC Região Sul
Antonio R Feldmann - secretário de Cultura de Caxias do Sul

Juliano Volpato - presidente Casa das Artes

Pedro Júnior da Fontoura - coodenador da Biblioteca Pública Castro Alves

Bento Gonçalves está vivendo dias que deverão ficar para a história cultural do município. A 1ª Conferência da Cultura está em pleno andamento desde a última terça-feira, dia 18, quando foi aberta oficialmente tendo como local a Fundação Casa das Artes.
Na terça-feira, o saldo negativo ficou por conta da ausência de Fred Maia, do Ministério da Cultura que alegou em carta compromisso inadiável. Juliano Volpato, presidente da Casa das Artes deixou claro o seu descontentamento. “Bento Gonçalves está transformando a cultura, é um momento histórico que merece respeito”, afirmou.
A quarta-feira foi um dos dias mais importantes para a classe artística que teve a oportunidade de ouvir, discutir e entender sobre diversos assuntos que mudarão os rumos da cultura em Bento Gonçalves. Antonio Roque Feldmann, secretário de Cultura de Caxias do Sul, e a secretária geral de governo Eliana Passarin abordaram “Políticas Públicas de Cultura e o Papel dos Gestores Municipais". O assunto foi amplamente discutido pelo público presente.
O coordenador do LIC, Fábio Rosenfeld e Rozane Dalsasso, coordenadora do MINC Região Sul explicaram o funcionamento das Leis de Incentivo. Juliano Volpato, presidente da Casa das Artes falou sobre a Proposta do Fundo e do Sistema Municipal de Cultura e Pedro Junior da Fontoura,coordenador da Biblioteca Pública Castro Alves tirou todas as dúvidas do público presente sobre a proposta do Conselho Municipal de Cultura. Todos os assuntos foram debatidos em plenário. A presença de artistas pode ser observada na platéia, pois vem de encontro a tudo que eles vêm buscando há muito tempo. “É importante ouvir, entender, afinal são novos e bons rumos de nossa cultura”, destacou Mônica Blume, do Grupo de teatro Orelhas de Abano, de Bento Gonçalves.
A programação segue nesta quinta com Margarete Morais, do Instituto Brasileiro de Museus que vai fazer um importante relato sobre Cultura e Patrimônio Histórico – Bens Materiais e Imateriais. Estarão reunidos grupos temáticos para debate sobre os mais diversos temas como: cultura e arte, juventude, tradicionalismo, turismo e interior. No final do dia haverá apresentação e votação em plenário das propostas dos grupos.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog