Hora Certa

segunda-feira, 1 de março de 2010

O livro e seu caminho até as mãos do leitor



Os apaixonados pelos livros viveram dias especiais em Nova Petropólis, que comemorou os 16 anos de funcionamento da Biblioteca Pública Municipal Profª Elsa Hoffstätter da Silva. Entre as atividades, o grupo de colaboradores da entidade montou a exposição “Ciclo de Serviços”, que explica em detalhes os passos que o livro segue desde a sua aquisição, doação ou permuta até poder ser desfrutado pelos leitores.

A biblioteca pública possui cerca de 20 mil livros, separados pelas suas diversas categorias. Os títulos de romance e ficção, de autores internacionais como Dan Brown, Nora Roberts e Stephenie Meyer, estão entre os mais procurados. Livros como Crepúsculo, Amanhecer, A Menina que Roubava Livros, O Símbolo Perdido e O Despertar possuem fila de espera para retirada. Também têm grande procura os exemplares de autores brasileiros como Martha Medeiros, Paulo Coelho, Lya Luft, Luiz Fernando Veríssimo e Zíbia Gasparetto.

O acervo de livros didáticos também é grande, onde os estudantes podem fazer pesquisas aprofundadas. Também são oferecidos jornais e revistas, que possuem uma procura expressiva.


As nove etapas do processo:

1ª – Aquisição, através de compra, doação ou permuta;

2ª – Processo de seleção: descarte ou registro;

3ª – Registros através de carimbos em diversos pontos do livro;

4ª – Ao ser registrado é preciso preencher o livro de tombamento com todos os dados importantes;

5ª – Classificação pelo assunto que apresenta o conteúdo;

6ª – Catalogação: registro no sistema de informática;

7ª – Etiquetagem: definição de local na estante;

8ª – Colocação de um bolso de empréstimo;

9ª – O livro está pronto para o empréstimo.


Conhecer o mundo sem sair de casa

A biblioteca pública possui muitos leitores fiéis, que fazem da leitura uma atividade diária. Um desses assíduos frequentadores dos corredores e prateleiras é o jovem Renan Leandro Ludwig, 21 anos. Ele possui sua ficha de leitura cadastrada desde 1999. Ele retira uma média de 12 a 14 livros mensalmente. Ele dedica duas horas por dia para ler e acredita que com a prática conseguiu apurar a técnica de leitura fazendo com que tenha esse expressivo número de livros retirados. Renan considera o livro a maneira mais fácil e rápida de aprender algo novo. “Podemos conhecer o mundo e as pessoas sem sair de casa.” O leitor vai ainda mais longe “se não fosse a biblioteca certamente eu não seria o que sou hoje.” Renan considera fundamental o município manter esse espaço gratuito para a população, dando oportunidade a todos para adquirir cultura e conhecimento.

O morador de São José do Caí, distante 10 quilômetros da biblioteca, conta que desde criança gostava de ler, especialmente os gibis de Mauricio de Sousa. Os incentivos da avó Wally e da mãe Isalina fizeram com que o gosto pela leitura fosse cada vez maior. Hoje seus livros prediletos são de ficção e romance. O que mais gostou de ler foi A Menina que Roubava Livros.

A Biblioteca está localizada na Rua Tiradentes, 256, junto ao prédio da Câmara Municipal de Vereadores. Ela está aberta nas segundas, terças, quintas e sextas-feiras das 07h30m às 12h e das 13h às 17h30m. Nas quartas o atendimento é das 07h30m às 19h e nos sábados das 08h30m às 11h30m. Para poder fazer a retirada de livros o leitor deve trazer como documentação a carteira de identidade, uma foto 3 x 4 e comprovante de residência.


Fotos:

Marco Dieder/Divulgação da Prefeitura

Nenhum comentário:

Arquivo do blog